A história da Xiaomi

A história da Xiaomi

junho 8, 2018 Off Por amdworld

e agora está no mundo tudo beleza aqui é o Newtom Kleina e até mais uma edição do quadro que a gente conta a história da tecnologia contando a trajetória de empresas, de produtos, e serviços, que o fizeram história ou estão aí até hoje dessa vez vai falar: da Xiaomi a Xiaomié a caçulinha desse quadro ela tem poucos anos de vida mas ela já faz muito barulho, e tem muitos fãs, inclusive aqui no Brasil só que tem muita gente que não conhece a história dela Acha que ela é só uma cópia do iPhone, mas não é bem assim! não a história dela que a gente vai conhecer agora a Xiaomi foi fundada por oito sócios nos arredores de Pequim na China em abril de 2010 um deles é o primeiro ato auxiliou lei de um que começou como engenheiro da kingsoft uma das empresas de software mais poderosa do país os outros parceiros incluem até executivos de filiais de google e motorola na china você sabe o que significa charme em chinês o nome é literalmente pequeno arroz a palavra grega várias espécies de cereais mas a escolha do nome é bem mais profunda que isso durante a segunda guerra sino-japonesa entre china e Japão de 1937 a 1945 o líder mao tsé tung dizia que a china combate usando o charme e rifles além disso no budismo existe o ditado que o único grão de arroz é capaz de ser tão incrível quanto uma montanha esse alimento representa uma base sólida imposto e hoje é presença certa na mesa de boa parte da população de lá a marca chave é ter uma base estão bem estabelecidos ser tão importante e essencial para as pessoas quanto esses seriais o primeiro produto dela foi amigo ai mas que baseada no android para ser usada por cima do sistema operacional da google e que é atualizada até hoje a primeira versão saiu em abril de 2010 e era baseado no android 2

2 ou froyo ela só tinha chinês como idiomas adicionando uma série de eps e extras aí vem a primeira das comparações dela com a apple porque essa inter partida foi bastante comparada à efe já o primeiro hardware em Agosto de 2011 o charme 1001 foi o primeiro smartphone da china com o chip dual-core e prometia boas especificações técnicas por um preço surpreendente mente baixo por mais de 300 mil pedidos de pré-venda em menos de dois dias nessa época o público ainda via empresas chinesas com um pouquinho de desconfiança e até um certo preconceito dentro da china Xiaomi vendia demais mas no ocidente ela ainda tinha uma imagem de uma empresa pequena meio familiar e com produtos que eram de baixa categoria os modelos de 2003 também foram um sucesso filme 4 foi chamado pela própria marca por algum tempo como o smartphone mais poderoso que ela já lançou a empresa começa então internacionalização em 2014 expandido para cingapura e logo depois para outros países próximos como a índia nesse mesmo ano ela comprou o domínio me ponto com o equivalente a 11,7 milhões de reais a maior quantia já gastou na compra de endereço online em toda a china e isso ajuda a fortalecer a marca mini no lugar de Xiaomi a empresa começa a diversificar a linha ela apresentou me pede um tablet com tela de 7 29 polegadas e processador nvidia tegra k1 tendo fábio m not uma versão ainda maior dele que a linha mini max a segunda geração do mimarte foi apresentado em maio de 2017 tem tela de 6,44 polegadas e uma bateria monstra de 5300 miliampere hora só que a linha que mais dá alegria pra empresa lm ela tem como diferencial os componentes mais baratos um preço ainda mais agressivo em Abril de 2015 ela bateu o recorde de celulares vendidos em um só dia na plataforma online foram dois milhões cento e 2010 dispositivo seu site wwwmicom pra comemorar o aniversário de cinco anos da empresa e muita gente se pergunta com razão como é que a Xiaomi faz para vender produtos tão baratos e ainda lucrar tanto bom é os alguns modelos de negócio estão bem próprios dela e aí fazem que os preços sejam tão baixos que os produtos tenham qualidade e que ela consiga sobreviver no mercado pra começar a fabricação dos aparelhos é feita com vários parceiros locais que também já fazem componentes para gigantes como apple e sony ela também usa o menor espaço físico possível preferindo lojas online promoções do próprio site e ela controla muito bem o estoque vendendo de forma relâmpago e com ótimo marketing só quando ela sabe que vai votar isso perdeu a construir uma legião de fãs os chamados mi fãs que são pessoas que de forma voluntária consome para a minha marca especialmente na internet a cor laranja da globo virou marca registrada e você sabia que os maiores responsáveis pela expansão global da Xiaomi brasileiro o globo-barra nasceu em belo horizonte em trocar google em 2008 destacando na equipe do android ele foi contratado como vice-presidente do setor internacional em 2013 e era um dos principais rostos da Xiaomi em conferências de redes sociais mas olha a gente precisa tocar num assunto que é meio delicado né por muitos e muitos anos a Xiaomi foi acusada de ser uma cópia da Apple lançar uma versão do iPhone com baixa qualidade e menor preço e android mas o que é isso mesmo contra alguns fatos não há argumentos amy winehouse fez foi especificamente acusada de ser uma cópia do s 7 o mypad tem as mesmas cores do iphone 5 c e um mini roteador dá charme é igualzinho ao médico track pad e por aí vai o senhor apenas investiu igual steve jobs com calça jeans azul e agasalho preto essa parte é mais uma homenagem é verdade mas só aumenta a desconfiança de toda a comunidade outra polêmica empresa se meteu foi por causa de privacidade em 2014 especialistas em segurança notaram que Xiaomi que guardava dados de tacos usuários e servidores dentro da china isso não é feito só sem a permissão do usuário mas também ficava no local perigoso já que o país tem forte controle do governo sobre os dados hospedados e pode ser alvo de hackers meses depois da denúncia ela transferiu as informações dos servidores de internet para os estados unidos para cingapura que também melhorou a velocidade de resposta dos serviços atualmente a empresa também é forte no segmento de internet das coisas de saúde lançando vários produtos de fabricação própria tem aspirador roteador drone supervisores uma action quinto um scooter elétrico e até uma panela para esquentar arroz a maioria deles só chega por aqui ea importação ou por terceirizadas e o preço dificilmente é competitivo 15 anos olha só cinco anos a Xiaomi conseguir um valor de mercado de 45 bilhões de dólares e uma base de usuários de 160 milhões de pessoas com esse portfólio tão variado ela logo conquistou a simpatia de um público que é bem exigente é que é o brasileiro em 2015 para alegria geral da nação ela vai continuar país em uma conferência lotada ela apresentou o smartphone o ipad 2 vendido por 499 reais ela também vendeu em 2002 próprio e dois acessórios por aqui a pulseira inteligente bens ea bateria extra mim power bem só que aí tudo começou a dar errado pra começar a regra de fabricação e tributação de eletrônicos mudaram no meio do processo e não eram nada boas para a chave além disso o próprio marketing dela não foi muito bem recebido pelo público geral só por quem já conhecia a marca da internet o público queria mais do que sol r 2 em outros modelos não chegaram o que veio pra cá ainda concorreu contra o moto g20 a gerar absoluto no mercado brasileiro e superior em harbin em maio de 2016 ela desistiu oficialmente de trazer os smartphones para o país o site nacional ainda está no ar mas só para contato de assistência técnica em outubro de 2016 a Xiaomi representa um dos mais surpreendentes daquele ano é um mix que tem uma tela que ocupa praticamente toda a parte frontal do aparelho corpo elegante de cerâmica e especificações top de linha esse estilo foi adotado por vários rivais de 2017 e estoque online inicial do mix acabou e nada menos que dez segundos e janeiro de 2017 o barra deixa a vice-presidência da Xiaomi almir e vai para o facebook trabalhar com realidade virtual essa saída foi uma perda muito grande pra imagem ocidental da empresa que perdi a grande figura das conferências de apresentação e para o público brasileiro específico que perdi uma conexão com a marca mas ainda é possível comprar produtos da Xiaomi em sites como a guia best ea importação e o baixo preço ainda compensa em alguns casos e para quem quer dar uma chance para uma marca diferente além dos mais fortes lá também está cada vez mais competitiva com notebooks e principalmente tvs com certeza a Xiaomi está longe de ter mostrado todo o potencial que vem muita coisa de qualidade por aí nos próximos anos a Xiaomi é hoje uma das principais marcas de toda a china e ela faz com que gigantes como motorola Samsung lg e por aí vai tenham que suar para venderem muito bem na china e nos países vizinhos além do oriente ela também foi uma das primeiras empresas que mostrou que a china tinha muito a oferecer da china para todo o resto do mundo e marcas como a orla ea outros seguiram esse caminho e continuam fazendo bonito no mercado se você quer conhecer a história de mais produtos e serviços como esse assim nosso canal para mais novidades deixe sua sugestão aqui nos comentários da jóia aqui nesse vídeo e até a próxima