REDMI NOTE 9S: MELHOR CUSTO-BENEFÍCIO da nova família da XIAOMI | Análise / Review

REDMI NOTE 9S: MELHOR CUSTO-BENEFÍCIO da nova família da XIAOMI | Análise / Review

julho 2, 2020 Off Por Antonio

O Redmi Note 9 foi uma verdadeira decepção comparado ao seu antecessor Agora temos em mãos o Note 9S, que é a versão turbinada que deixa o hardware da MediaTek de lado e traz o novo chip intermediário da Qualcomm

Será que esta troca salva o conjunto? É isso que vamos descobrir nesta análise completa do TudoCelularcom Note 9 e Note 9S possuem design parecido, mas com pequenas mudanças Os dois trazem furo na tela mas neste ele fica mais no centro e no modelo mais barato está mais próximo do canto da tela As câmeras ficam em um bloco centralizado na traseira o que muda é a posição do leitor biométrico, que foi para a lateral direita no Note 9S

Ele funciona tão bem quanto o leitor na traseira do Redmi Note 9, mas não será do agrado dos canhotos Pode parecer que ambos possuem a mesma qualidade de construção mas o 9S tem traseira em vidro com proteção Gorilla Glass Ele é um celular grande, sendo ainda maior e mais pesado que o Note 9 O que vai decepcionar alguns é a ausência de NFC – o que não faz o menor sentido, já que o Note 9 que é mais barato, possui essa tecnologia Os demais recursos são iguais nos dois modelos, incluindo emissor de infravermelho no topo

O 9S vem com tela grande de quase 6,7" com painel IPS LCD, resolução Full HD+ e proteção Gorilla Glass 5 Sua tela entrega bom nível de brilho, não chega a competir com rivais Samsung com painel Super AMOLED, mas tem suporte a HDR 10 que funciona com Netflix O nível de contraste é bom, assim como o ângulo de visão A reprodução de cores, por padrão, não é das melhores – se você busca o máximo de fidelidade de imagem recomendamos mudar o perfil de calibração para o padrão ao invés do automático A parte sonora do Note 9S é apenas Ok

O seu único alto-falante reproduz som mono com nível de volume decente, porém, com grande foco nos médios A ausência de graves compromete a experiência com músicas, mas não chega a atrapalhar ao ver vídeos em que as vozes são mais importantes que a trilha sonora O Snapdragon 720G é um chip recente que está presente em poucos modelos da Xiaomi e Realme Ele é basicamente uma versão levemente capada do Snapdragon 730G, que vimos anteriormente em alguns intermediários até da própria marca O Note 9S não chegou a impressionar em nosso teste de velocidade padronizado, mas fica muito acima do Note 9 no tempo de abertura de aplicativos e jogos em multitarefas

Quem é fã de números altos em benchmarks vai curtir o que o Snapdragon 720G entrega mas o seu grande destaque fica para jogos – todos os títulos que rodamos ficaram com média de 60 fps e isso inclui até mesmo Asphalt 9, que rodou travado a 30 fps nos demais modelos Android que testamos Deseja jogar PUBG a 60 fps no Note 9S? Isso é possível ao configurar o jogo em HD na qualidade máxima O Redmi Note 9S tem o mesmo tamanho de bateria dos demais membros da linha mas conseguiu entregar autonomia superior ao Note 9 em nosso teste graças ao hardware mais eficiente da Qualcomm Em uso moderado você terá mais de 24 horas de uso, isso quer dizer que terá carga suficiente para dois dias se você não ficar grudado ao celular o tempo inteiro O tempo de recarga também é melhor neste modelo e passa menos tempo na tomada que a variante mais barata – por mais que venha com o mesmo carregador de 22 Watts

Parece que até nisso a Qualcomm leva vantagem sobre a MediaTek O Note 9S vem com Android 10 modificado pela MIUI 11 Um detalhe curioso é que ele não permite ativar a gaveta de aplicativos como é possível no Note 9 A sua única opção para organizar a bagunça de aplicativos na tela inicial será usar pastas Fora isso terá os mesmos recursos dos demais aparelhos da marca com MIUI 11

O Game Turbo 20 também está presente aqui, para aprimorar a jogatina e até medir a taxa de fps nos jogos Realmente é um software bacana e que permite bloquear notificações enquanto você está jogando O Redmi Note 9S tem praticamente o mesmo conjunto de câmeras do Note 9 a única diferença é a macro com resolução superior Isso significa que os dois capturam fotos e vídeos com a mesma qualidade? É aqui que vemos a diferença entre o hardware da Qualcomm e da MediaTek

O Note 9S é capaz de capturar detalhes suficientes dos cenários não sofre muito com ruídos, o contraste é acertado e as cores ficam próximas da realidade O alcance dinâmico é bom o suficiente para dispensar o uso do HDR, mas a depender do cenário, vale a pena forçar o HDR para recuperar um pouco os detalhes das sombras A câmera possui inteligência artificial que reconhece o tipo de cenário e faz alguns ajustes na tentativa de deixar as fotos mais bonitas O que ela faz basicamente é saturar as cores e forçar o HDR a entrar em ação O Note 9S também permite capturar fotos na resolução de 48 MP mas ao contrário de outros celulares com o mesmo sensor neste não são usados todos os pixels mas apenas será registrado uma foto de 12 MP e feito upscale para 48, o que deixa a foto levemente borrada por causa da perda de nitidez

É algo bizarro e sem sentido Então esqueça a resolução máxima, você só perderá espaço de memória em vão A câmera grande-angular do Redmi Note 9 realmente decepciona, mas a do Note 9S não Ela registra boas fotos com qualidade decente de detalhes, contraste sem exageros e alcance dinâmico tão bom quanto a da principal O algoritmo de correção de lente faz bem o seu trabalho

A macro tem resolução maior, e com isso, registra fotos com muito mais detalhes O foco automático ajuda bastante a chegar próximo dos objetos – essa é uma das melhores câmeras macro que já vimos em intermediários Fotos noturnas é o ponto fraco da câmera do Redmi Note 9S é até possível capturar fotos decentes quando há um nível razoável de luz por perto Ele possui Modo Noturno que não ajuda a tornar as fotos mais claras mas ao invés disso, ativa o HDR e deixa tudo saturado A grande-angular sofre ainda mais, sendo praticamente inútil para fotografar à noite

A câmera frontal é boa e consegue capturar selfies com boas cores e detalhes na medida até mesmo em locais mais escuros e à noite O Modo Retrato faz uma boa separação da foto e do fundo da foto, mas tende a exagerar na exposição e contraste O Note 9S consegue gravar vídeos em 4K com qualidade decente há opção de filmar em Full HD a 60 fps se você prioriza fluidez, mas sofrerá com foco problemático A estabilização eletrônica só funciona nesta resolução e também está disponível com a grande-angular o que ajuda a reduzir os tremidos

Dá para filmar com a câmera macro, mas seu foco poderia ser melhor A captura de áudio é estéreo, porém a qualidade não é das melhores O Redmi Note 9S chegou ao mercado nacional um pouco mais caro do que o Note 9 mas entrega muito mais celular Ele é mais rápido, tem melhor bateria e suas câmeras registram fotos e vídeos com qualidade superior Se está em dúvida entre os dois, invista um pouco mais no Note 9S

Se desempenho é o que mais importa para você talvez seja melhor investir no Moto G8 Plus ou Galaxy A51 que custam menos e são mais rápidos no dia-a-dia, porém entregam menos bateria e não se saem tão bem em jogos Na parte de câmera temos qualidade similar em fotos de dia, porém, os rivais da Samsung e Motorola são melhores para fotografar à noite Vale trocar o Redmi Note 8 pelo 9S? Sem dúvidas! Você terá um celular muito mais rápido, com bateria que dura mais e câmeras muito melhores que as do Note 9 O Redmi Note 9S chegou ao Brasil em março por R$ 2800, mas atualmente pode ser encontrado na loja da Xiaomi por R$ 3

000 O aumento de preço aconteceu devido à chegada do Note 9 por R$ 2700 vale pagar tudo isso nele? É, seu custo-benefício aqui no Brasil é bastante complicado Se você não se importa com garantia então pode encontrar o modelo importado em MarketPlaces à venda no varejo nacional por R$ 1000 a menos

Nesse preço ele começa a ficar interessante, e pode ser uma boa alternativa aos rivais da Samsung e Motorola, especialmente se você curte jogar no celular E para conferir as melhores ofertas do Note 9S é só clicar nos links aí abaixo e também queremos saber o que você achou dele – a falta de NFC é um problema ou não chega a afetar tanto a escolha? Eu vou ficando por aqui, um grande abraço e até a próxima